MATÉRIAS PUBLICADAS

GIRO DA MULTI

GIRO DA MULTI
O Vedacit Vôlei Guarulhos, time que disputará a Superliga B, espécie de segunda divisão do vôlei nacional, receberá um investimento de R$ 5 milhões entre janeiro de 2020 e dezembro de 2021 da empresa de impermeabilizantes que dá nome à equipe. O anúncio foi feito no início da tarde desta sexta-feira, 13/12, em evento na Capital que reuniu dirigentes da marca e do time, o técnico Vinícius Gomino, mais conhecido como Alegrete, e o levantador Sandro, multicampeão e capitão da equipe. 
 
CEO da Vedacit, Marcos Bicudo explicou que o projeto vai muito além de recolocar Guarulhos na elite do vôlei nacional. Inclusive, além do time profissional, há também as equipes sub-19 e sub-21. "Há umas coincidências interessantes. Guarulhos é muito próxima ao nosso local original. Estamos sediados na Vila Guilherme [zona norte de São Paulo], além do projeto de vôlei da cidade ser muito interessante. Não é apenas um patrocínio para um time de alta performance. Tem todo o aspecto de um projeto muito mais abrangente, de alcançarmos os jovens, formar novos profissionais do esporte e transformar vidas. E tudo isso tem a ver com a missão da Vedacit, que, por meio da construção civil, fornece produtos para habitações de melhor qualidade", disse o executivo. "Esta composição de desempenho e a ambição de propósito são muito complementares. É um interesse comum. O projeto tem tudo para render frutos a Guarulhos, ao esporte nacional e à Vedacit", completou Marcos. 
 
Gestor do Vedacit Vôlei Guarulhos, Anderson Marsili afirmou que a ideia também é chegar aos jovens mais carentes da região. "Teremos o projeto Vôlei do Bem, com o objetivo de entrar na periferia e como referência de vida às crianças e aos adolescentes. O esporte é o caminho que pode mudar as pessoas, tirá-las das drogas", destacou. 
 
Preparação
Gerente de marketing da Vedacit, Bruno Pacheco disse que a equipe mandará seus jogos, a princípio, no Ginásio da Ponte Grande. "Hoje ele é azul, mas vamos pintá-lo todo de amarelo [cor da marca]", adiantou. O time também deve atuar no Ginásio do Sesc, inaugurado no último mês de maio. "Estas serão nossas duas casas", continuou. 
 
Segundo Pacheco, não há pressão por resultados expressivos. "Tem que ser algo natural, saudável e que tenha como meta o desenvolvimento do esporte em Guarulhos". A equipe esteia na Superliga B no dia 25 de janeiro de 2020, fora de casa, às 19h, contra o Juiz de Fora. Em casa, o time faz a primeira partida diante do Lavras, também de Minas, no dia 1º de fevereiro (sábado), às 18h. 
 
O técnico Alegrete ressaltou que apesar de o executivo afirmar que não há cobrança, comissão e jogadores são naturalmente competitivos. "A gente vive disso. Estamos treinando desde o dia 2 de dezembro. O esporte é uma coisa impressionante. É muito dinâmico e estamos pensando em vôlei o tempo inteiro", comentou. 
 

 

Líder do Vedacit Vôlei Guarulhos dentro de quadra, o levantador Sandro disse que recusou propostas de times da elite e de fora do Brasil para jogar na cidade. Na equipe desde a conquista da Superliga C, o atleta destacou que o fator família pesou para ficar na Grande São Paulo. "Sou paulistano e minha família está toda aqui. Dou muito valor a isto. O projeto também é fantástico e estamos à disposição para clínicas de vôlei com os jovens. Precisamos ser bons exemplos fora e dentro das quadras", concluiu.



< Voltar

Copyright 2020 - Rádio Multi FM    •    Grupo Alphanet Hosting